quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Calma em Deus

Cântico de Romagem. De Davi

1. SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes cousas, nem cousas maravilhosas demais para mim.
2. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo.
3. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.


P.S. Pai, gostaria de ser como Davi. Mas a verdade é que o meu coração é arrogante e soberbo, e o meu olhar orgulhoso e altivo;  o Senhor, mesmo, sabe que corro atrás de coisas que, a meu ver, são grandiosas, maravilhosas, mas que não passam de anseios terrenos. Porque minha alma é inquieta e não encontra sossego, uma alma que tem atitudes como de uma criança mimada que  reclama de colo, de aconchego. 
Ainda assim, quero esperar em ti. Porque confiado no seu Amor tenho a esperança de que o meu coração, o meu olhar e os meus planos serão moldados a sua vontade, dando-me calma e maturidade em todo o meu proceder. Assim quero viver eternamente, Senhor. Em nome de Jesus, amém.
.................................................................................................................................
Há uma canção da banda Palavrantiga que parece trazer uma reflexão pertinente ao ensinamento desse salmo, aí vai a letra e o vídeo:


Esperar é Caminhar
Quando espero a chuva chegar
Tu vens com o teu vento
Quando espero a Tua voz estrondar
Tu vens com o silêncio
Eu espero em ti
Embora sem saber
Como Tu dirás eu não sei
Mas esperarei.
Quando espero o mar se abrir
Vejo os meus pés sobre as águas
Quando espero o fogo arder
Ouso a brisa suave
Mesmo sem saber como Tu dirás
Dentro de mim reinará a Tua paz
Que me faz saber
Que esperarem ti
É sempre caminhar

Um comentário: